Í n d i c e

Çopyright
pensamento, crítica e criação

Cartas

17 Dezembro 2000

http://www.udc.es/dep/lx/cac/sopirrait/

Corunha
Galiza


Caros amigos, caras amigas:

Praticamente desde o dia em que Çopyright começou, em 17 Maio 1996, como o primeiro lugar estável da sua natureza originado na Galiza (como se isso ainda devesse ter algum sentido), recebémos muitas, muitas mensagens. Por esse pudor de não denunciarmos publicamente o nosso sucesso, nunca tivemos uma secção onde as palavras das leitoras e leitores saíssem à luz.

No caminho chegámos a compreender que não gostamos das cifras. Sabemos, isso sim, que a nossa nómina de leitoræs é ampla, mas há tempo que eliminámos os contadores das nossas páginas por fugirmos de uma ânsia de competência que, confessamos, talvez em noites de desídia também nos afectasse. Sabemos que fomos e somos lidos desde muitas partes do planeta. Mas sabemos, também, que a Çopyright nunca será lida por aqueles milhões de pessoas que menos precisam da palavra como lazer e mais da acção social como fruto de uma nova consciência humana.

Agora, anos mais tarde do começo, sem qualquer motivo além de cumprirmos com uma dívida para quem nos lê, e perante o pressentimento de que nos aproximamos de um novo ciclo, publicamos aqui  fragmentos das mensagens recebidas com opiniões, sentimentos e desejos sobre “a Sópi” ou “a Ç”, como amigos e amigas a dão em chamar. Continuaremos a actualizar esta página e a expor todas as opiniões. A maioria das vossas vozes são de apoio, alguma indiferente, e (estes são os factos) apenas há uma mensagem que diz:.“Estivemos na tua página mas nao achamos coisa da que gostáramos”. É possível. Não o negamos. Talvez nunca procurássemos, gratuitamente, gostar, e por isso não sabemos se gostar é sintoma de sucesso ou de íntimo fracasso.

Obrigados por aquela mensagem de crítica. Obrigados a todas as pessoas que ofereceram e oferecem os seus textos, imagens e vozes ao escrutínio do tempo. E a nossa enorme gratidão a todas as pessoas que continuam a  visitar-nos.

 

Cartas para Çopyright

"Uma boa nova para Galiza !!!"


"Muito interessante escutar a voz de de R. Carvalho"


"Com esta mensagem so procuro dar-lhes os parabens pelo seu 'site'. E' bom que haja inovacoes de este genero no espectro galego-portugues, tao 'normativizado' nos ultimos tempos. De certo que gostei de ler as artigos publicados. Cumprimentos e, ante todo, parabens de novo."


"Primeiramente dar-vos (ou dar-te) os meus parabens pola excelente iniciativa que supom Copyright. Gostei dos textos ainda que se fam um pouco extensos."


"bos folgos para continuar esta iniciativa"


"Felicito-te polo teu boletín Çopyright . . . Agrada-me particularmente a conexión con Portugal, xa que penso que deberíamos aproveitar-nos de Internet para tentar cambiar o feito de que motos galegos vivan de costas a Portugal."


"Parabéns pelos artigos. A páxina e a revista están moi ben feitas. . . . O trabalho da xente do grupo é ¡moi interesante!."


"sendo por origem e afecto mistura de mouro e galego (que salsada!!!), é óbvio que este site me diz algo de especial ... cumnprimentos, um abraço :-)"


"Moitas felicidades polo boletim porque é do mellor que teño lido na rede na nosa lingua."


"Muito obrigado polas informaci'ons destes ultimos dias. 25 de abril sempre! Umha aperta."


"achei muito forte e poderoso o vosso projecto. lá mais para a fente irei também enviar-vos textos. por agora peço apenas que me mantenham ao corrente da evolução de copyrigth. bem hajam"


"Sou um brasileiro que está morando cá na Galiza por motivos de estudo. Por casualidade tive acesso a sua magnífica revista eletrônica. Acho realmente que somos um mesmo povo que fala a mesma língua. A fim, um galego não é mais do que um brasileiro na geladeira. É piada, claro... Gostaria de ficar subscrito à revista. Obrigado."


"Sou mais um brasileiro compostelano que quer saber do Çopyright cada vez que sair. Obrigado."


"Sim, gostaria de conhecer pontualmente as novas publiações de Çopyright. Saúde e terra, a nossa."


"Passei pela Çopyrihjt, que me pareceu uma excelente revista on-line. Para mal dos meus pecados não a conhecia, mas já está no meu livro de registos e pô-la-ei nas LINKS da minha página. Não passa muita gente por lá, a não ser os meus amigos. Mas para eles será útil conhecer o V. endereço."


"Desde já o meu obrigado e os parabêns pela excelente publicação"


"non deixarei pasa-la ocasión para voltarte a felicitar pola excelente revista que mantés."


"Saudos e espero receber noticias vossas. . . .encantado de cnhecer a pagina."


"Parabéns pola vossa publicaçom!!. Gostaria de ser informado das publicaçons de çopyright periodicamente. Obrigado."


"Site ou sitio com conteúdo, bravo!"


"Ola! Gostaria de parabenizar a todos pela qualidade do site Çopyright e aproveito para agradecer o recebimento do informativo com as novidades :-)"


"Porque ainda nao o tinha feito, dei-me dar-lhe os parabens pelas paginas da revista. A pagina inicial esta muito original. Gostei muito. Felicidades e Cumprimentos"


"Bom dia, Celso, estivemos na tua página mas nao achamos coisa da que gostáramos"


"Ola a todos os colaboradores! Parabens pela iniciativa e pela qualidade dos textos."


"Aproveito a ocasiom para che comentar que a tua página de "Çopyright" é uma pequena grande jóia da rede. Leio-a sempre que tenho um oquinho e opino que este é o tipo de cousas que lhe dám prestígio ao reintegracionismo/lusismo, por contra-posiçom aos movimentos sectários que, na minha opiniom, nom nos levam a nengures."


"Continuo, claro, a seguir com grande interesse os textos rebeldes e livres do Çopyright."


"Nom é colaboraçom senom so agredecimento pola, em verdade, valiosa e deliciosa revista que estades a producir. Podo dicer-vos que disfruto muito das criacions que dades a conhecer. Uma aperta e a seguir"


"MOI BEN MUCHACHOS.
MÁIS.
MÁIS.
MÁIS."

"O projecto Ç não existiria sem a tua iniciativa de divulgação e edição dos textos dos colaboradores. Como eu a vejo, a Ç é um projecto de construção de uma cultura viva, um espaço de ideias, que é o que nós mais precisamos neste processo "pseudomoderno" de "aculturação europeia"."


"Que bela iniciativa esta de criar e manter o Çopyright. Sou leitor mais ou menos assíduo e talvez venha, um dia, a colaborar. De facto há uma língua galaico-portuguesa de matriz comum na qual todos nos podemos entender e promover os laços culturais que 800 anos de separação política não conseguiram apagar. Sou dos que sentem o apelo das origens históricas e, para mim, a Galiza tem um apelo fortíssimo. Fora de Portugal, em nenhum outro lugar me sinto tão "em casa" tão próximo das pessoas como aí (. . .) Não há um espaço cultural português, há, de facto, um espaço cultural Galaico-Português e esta realidade tem de emergir sobre as propagandas, felizmente já ultrapassadas, dos antigos regimes dos dois estados ibéricos. Saudações para ti, e felicidades para o Çopyright."


"Antes de mais, quero-vos felicitar pela revista, já que não há muitas oportunidades de ler coisas sobre a Galiza em Galego na rede, e porque ademais acho que abre um bom caminho para que outra gente se anime a fazer o mesmo."


"Fico contente porque os amantes da poesia, da literatura e da língua se encontram com facilidade."


"Pasaba por aquí e o "gong" chamoume. Fixen un alto, e un aire, cheo de frescura, doume novos folgos. Se a miña grafía, e os meus erros, non incomodan, voltarei novamente a beber nesta fonte."


"animamos-vos a continuar a trabalhar pola língua e a cultura da Galiza"


"Ola! Quero mostrar o meu agrado pola tua pagina e invitarte a que visites a minha"


"Gostaria de manter contato com esta publicação, tão importante para a Sociedade e principalmente para a Educação. Aproveito para parabenizá-los pelo trabalho."


"moi boa a tua revista. lembra-te dos galegofalantes asturianos"


"Saudações! Navegando pela Internet, deparei-me com esta revista muito interessante."


"Gosto de ver e ler o vosso trabalho"


"Meus parabens pela revista!"


"Saudações, Tenho acompanhado as públicações de vossa revista virtual pela internet, a princípio por curiosidade que se estende hoje a querer conhecer mais da Galícia. Minha curiosidade me levou a conhecer outras páginas na Web que tratem da Galícia e do povo galego. Interessante que ao ler vossa revista tenho a impressão de estar lendo em português (com algumas diferenças de grafia próprias de Portugal) mas ao ler a página oficial da Galícia, editada em 3 idiomas: inglês, espanhol e galego; não reconheci na última a escrita, como comumente ao ler os textos da Çopright."


"Desejo todo o sucesso para os editores do C,opyright 59 na empresa de desassossegar os poderosos. Agora ja me fiz leitora assidua!"


"O número 70 de Çopiright paréceme impresionante, os tres artigos fan pensar moito no que estamos a viver. Tenho unha débeda con os seus autores, por ponhelos na rede para que a gente os poda ler. Obrigado."


"Parabens, bravo !!!!!"


"Parabens pela continuação do seu excelente trabalho."


"O Çopyright é uma delícia! Continue!"


"Desejamos ser avisados de novos artigos da vossa interessante revista"


"é realmente agradável encontrar uma revista como a vossa que oferece uma outra imagem, fresca e variada, do que na Galiza se produz"


"Hai moito que non paso por Ç pero de vez en cando recollo artigos, os imprimo e os leo na casa cando teño un intre. Tedes cousas moi interesantes"


"só me fica enviar-lhe umha forte saudaçom dando-lhe os nossos parabéns pela revista"


"Sempre meus cumprimentos por ÇOPYRIGHT, bravo ! Interesses mútuos, assuntos pertinentes e atuais, parabens ! Grato"


"E poderei enviar algum arquivo sonoro de alunos daqui para dizermos que aqui estamos apoiando todos vocês? . . . Estamos com vocês, deste outro lado do mundo! Um abraço"


"Realmente somos povos irmãos, o que torna para mim nossa língua sem limites!"


"Visitamos a tua página e gostamos muito dela. Os nossos parabéns."


"Olá! Gostamos muito da vossa revista. Gostaríamos de ser notificados automaticamente da publicação de cada novo número."


"Caros amigos, Aprecio bastante os temas tratados na vossa publicação. Gostaria de estar mais atento. Não me deixem esquecer-me. Obrigado"


"A revista paréceme do máis interesante que teño visto na rede. Gústame moito o sentimento que transmite."


"parabéns pelo trabalho!"


"Acabo de encontrar pela rede o site de vocês e achei muito interessante! A proposta de reunir, num único lugar (ou espaço-tempo), contribuições e vivências em galego e em português é realmente muito alentadora, uma vez que eu mesma tenho pai galego..."


"o mundo é demasiado pequeno para comportar a realidade Galaico Portuguesa..."


"Bem ajam"


"Em primeiro lugar, parabéns pelo número (70) dedicado à guerra no Kosovo. Em boa hora traduziram o texto do Chomsky"


"Gostaria muito de ser notificado de um novo número de Çopyright. Parabéns polo trabalho desenvolvido"


"noraboa polo traballo que segues a facer con Çopyright... Sinto non ter moito tempo para o ler pero recibo puntualmente os avisos de novos artigos"


"Agradeço as comunicaçoes que regularmente me enviais a esta conta de correio electrónico. Leio o correio a diário e sigo atentamente as vossas ediçoes sobre a guerra do Kosovo"


"Parabéns pela excelente revista, pelas belas críticas e pela solidariedade que sempre encontro nos textos aí publicados. De um brasileiro"


"acabei de descobrir a vossa revista; como me parece bastante interessante, estou a deixar a breve mensagem para ser notificada automaticamente da nova publicação"


"Olá! Sou um simples militante do PCB, Partido Comunista Brasileiro, e gostaria de receber as atualizações desse espaço fantásticamente democrático. Parabéns!"


"É um prazer ler "çopyright", pena que sejam poucas as revistas onde se deixa ver algum pensamento com certo compromisso de dignificação humana"


"Obrigado pola páxina … Saúde e Terra"


"Aproveito para elogiar o vosso empenho na causa timorense e o trabalho que vêm fazendo com a Çopyright"


"Força! É bom!"


"Obrigada pelas informações. Vou dar uma "espreitadela".


"Ola, sou estudante de jornalismo e fico maravilhado com o conteudo de Çopyright. Iniciativas assim deveriam nascer na imprensa escrita".


"Interesso-me muito pela língua e cultura galegas, razão pela qual - havendo descoberto este encantador sítio - gostaria de ser notificado automaticamente da publicação de um novo número de Çopyright".


"Continuo a seguir ÇOPYRIGHT. Parabéns pelo trabalho".


"Muito obrigado pola comunicação. Será com certeza um prazer para mim visitar e conhecer o novo número da revista. Coragem e saúde (e saudade)".


"Tendes unha publicaión moi interesante, ben, vouna seguír lendo. Noraboa pola liña que seguides (ou marcades máis ben)".


"Espero poder ler ainda muitos mais números do seu extraordinário Çopyright".


"Quero agradecer-te mais esta grande surpresa que me preparaste na Ç! Fiquei comovidíssima, nem calculas! E gostei imenso da forma como apresentas a situação dramática da violência contra as mulheres! É que como ainda não tenho oportunidade de ir todos os dias à internet, só hoje vi estas grandes novidades! Obrigada, meu caro amigo e que muitas novas Çs continuem a mostrar a realidade e não a ficção dela. Obrigada também por mais esta grande surpresa!".


"Gostei muito do último número de Çopyright, parabéns. Provavelmente a melhor das maneiras de fazer reflectir sobre a violência de género".


"Pareceu-me umha boa ideia a de colocar as opinions da gente na Çopy, sempre é bom ficar com aquela sensaçom de compatilhar alguns sentires com gentes diversas...


"Parece-me unha revista mui interessante: un descobrimento".


Amigos,

Como brasileiro e orgulhoso do idioma que, desde pequeno (ou guri, em minha região) aprendi e utilizei, sinto-me feliz e orgulhoso cada vez que me deparo com sinais claros de que o Português não é só Português, senão Galego-português...

Eu, infelizmente, como outros meus conterrâneos, aprendi na escola, e mesmo na Universidade, a norma atual e oficial, que prega que o idioma Português teve uma origem remota parecida ao Galego, mas que logo se diferenciou. Aprendi sobre as Cantigas de Amigo e as Cantigas de Escárnio... e lembro-me muito bem da emoção que tive ao ler, ou tentar ler e entender (sou sincero), pela primeira vez a Cantiga da Ribeirinha, dita como o primeiro texto escrito em Português...que lindo (e confuso) era!!!

Mas qual foi a surpresa, e a emoção, que tive ao ler, tantos anos depois, páginas sobre o Galego, que descobri que não havia morrido, nem era um dialeto (ou corruptela) do Castelhano, e ver, entre seus textos históricos, as mesmas cantigas...

Hoje vejo cada vez mais textos e informações sobre esse idioma que considero meu, apesar das diversas formas de grafá-lo (e de diversas variações gramaticais - Desculpem. Prefiro o jeito brasileiro... =-) ); e "armado" com eles falo aos meus amigos e conhecidos: somos antes que ex-colonos de Portugal, irmãos deles na utilização de um idioma que não nasceu nos 1200, mas muito antes...

Por isso queria dizer-lhes, do fundo do coração: Parabéns por seu trabalho...e Muito Obrigado!!!


 


índiceÍndice

Colaboradoræs colaboradores